Que tal o Type O Negative versão meias? Assista paródia hilária!

Type O Negative – Crédito: Niels van Iperen

Em episódio especial de Halloween, o canal SockPuppetParody, lançou uma paródia do hino “Black No. 1”, do Type O Negative. Enquanto a canção original fala sobre uma típica gótica dos anos 90, a versão parodiada conta a triste história de uma meia-calça (silk sock) que nunca será usada. O clássico refrão “Black black black black number one!”, é substituído por “Silk sock, silk sock, never worn!”. Uma tirada genial!

Sou fã da música, que ouvi pela primeira vez lá no fim da década de 90, quando minha prima comprou o álbum “Bloody Kisses”. O clipe, ainda mais assustador que a tal capa do disco, apresentava uma banda bem entrosada e a fim de assustar. As expressões faciais que Peter Steele, o vocalista, fazia assustavam todas as minhas amigas, mas a mim, a corajosa pirralha que adorava filmes de terror, era bom demais! Até hoje assisto feliz o clipe e sempre apresento para quem não o conheça. Se você é uma destas pessoas, eis a sua chance de conhecer.

A música “Black No. 1” é um dos singles do álbum “Bloody Kisses” (1993), e foi composta por Peter Steele enquanto este, pasme, dirigia um caminhão de lixo. Ele conta esta história em uma entrevista para a revista Revolver:

“Eu estava esperando na fila por três horas para despejar 40 metros cúbicos de dejetos humanos na Estação de Transferência Marítima da Avenida Hamilton e escrevi a música na minha cabeça. Não estou brincando com você.”

A letra fala de forma sarcástica sobre um relacionamento com uma gótica, com referências a Halloween, Nosferatu e Lily Munster. Para o clipe, foi utilizada uma versão para as rádios, de quatro minutos e meio, enquanto no disco a música dura (sim), ONZE MINUTOS. Para os amantes de doom metal e da subcultura gótica, o clipe é um must-see. Detalhe para o Peter que, aproveitando-se da sua altura, toca um contra baixo como se fosse um baixo comum. É puro suco de gótico dos anos 90, minha gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *